OLIMPÍADA MINEIRA DE QUÍMICA

O que é

A Olimpíada Mineira de Química - OMQ é uma competição regional de química destinada aos alunos do 1º e 2º ano do Ensino Médio Regular ou Técnico. Tem por objetivos envolver professores e alunos em uma atividade estimulante que os leve a refletir sobre a importância da Química em suas vidas e na sociedade moderna; revelar jovens talentos com vocação para a Química, premiando-os; selecionar os representantes mineiros para o exame de seleção da Olimpíada Brasileira de Química.

Quem pode participar

Todos estudantes o Ensino Médio e Tecnológico de escolas localizadas nos estado de Minas Gerais, com, no máximo, 20 anos de idade completos até o dia da inscrição.

Como se inscrever

A inscrição ocorre após a realização da Fase I da competição, na qual cada escola fica responsável por escolher, no máximo 5 alunos do 1º ano e 5 alunos do 2º ano do Ensino Médio, que a representarão na Fase II. A escola deve eleger um professor responsável, que deverá fazer a inscrição dos 10 alunos da escola no site da competição.

Como funciona

A OMQ acontece em duas fases. Na fase I, cada estabelecimento de ensino fica responsável pela seleção de 5 alunos de cada série (1ª e 2ª  do Ensino Médio e Técnico). A fase II é composta por uma prova contendo 20 questões objetivas e 3 questões discursivas. A pontuação sobre as questões discursivas é de 25 pontos, restando 75 pontos para as questões objetivas. As provas que não atingirem 55 pontos nas questões objetivas não serão corrigidas. A prova da  fase II possui duração de 3 horas.

O que estudar

Segue o programa das provas, confira também nossas dicas de estudo de química!
As provas antigas são uma excelente forma de estudo, encontram-se no site oficial da competição.
Prova primeiro ano: itens 1-6, 7a, 7b, 8, 9 e 13
Prova segundo ano: itens 1-15

  1.  Laboratório: noções de segurança. Vidrarias e seu emprego. Técnicas básicas de separação de substâncias.
  2. Propriedades dos Materiais: ponto de fusão, ponto de ebulição, densidade, solubilidade, volatilidade, estados físicos, entre outros.
  3. Constituição dos Materiais: Estrutura dos materiais: teorias ao longo do tempo histórico. Modelo de átomo: contribuições de Dalton, Thomson, Rutherford e Bohr. Partículas sub-atômicas: prótons, nêutrons e elétrons. Configurações eletrônicas: níveis de energia. Massas atômicas e Massas moleculares.
  4. Tabela periódica: nomes e símbolos dos elementos químicos; Grupos e períodos. Ocorrência, uso e propriedades dos elementos químicos.
  5. Ligações químicas: estabilidade dos átomos, ligações metálicas, iônicas e covalentes. Forças intermoleculares. Polaridade de moléculas e de ligações. Fórmulas eletrônicas (Lewis) e estruturais. Geometria molecular.
  6. Quantidade de Matéria: mol
  7. Reações químicas: a) transformações, modelos e teorias para as transformações químicas, representação das transformações. b) Estequiometria. Cálculos com porcentagem de pureza e rendimento. c) Termoquímica: reações endotérmicas e exotérmicas. Entalpia: lei de entalpia de reação (formação, combustão, neutralização). Entropia. Energia livre.  d) Cinética Química. Velocidade de reação: fatores que afetam a velocidade das reações. Etapas das reações.  Lei de velocidade. Energia de ativação. Catálise. e) Equilíbrio químico nas transformações. Fatores que afetam o equilíbrio: princípio de Lê Chatelier. Constante de equilíbrio. Equilíbrio iônico: produto de solubilidade, hidrólise, pH e pOH.
  8. Funções inorgânicas: características dos ácidos e bases. Propriedades químicas das principais funções inorgânicas. Nomenclatura.
  9. Ciclos biogeoquímicos: ciclo do carbono, do nitrogênio, do oxigênio e da água.
  10. Soluções: soluções verdadeiras e soluções coloidais. Solubilidade em função da temperatura. Unidades de concentração. Cálculos de diluição. Titulometria.
  11. Propriedades coligativas: temperatura de ebulição e de fusão, pressão atmosférica e de vapor e osmose. Soluções iônicas e moleculares. Misturas coloidais.
  12. Eletroquímica. Pilhas. Potenciais de óxido-redução. Eletrólise: sais fundidos e soluções aquosas. Cálculos.
  13. Química ambiental: chuva ácida, camada de ozônio, efeito estufa, aquecimento global, poluição do ar, poluição da água.
  14. Átomo de carbono: presença na natureza. Função nos seres vivos. Ocorrência das cadeias carbônicas.
  15. Estrutura e características gerais de biomoléculas: carboidratos, aminoácidos, ácidos nucléicos e seus respectivos biopolímeros.


 

Premiações

São premiados os estudantes em cada uma das modalidades, pela nota obtida na prova da Fase II. O número de medalhas é fixo, sendo, para cada nível 5 Medalhas de Ouro, 15 Medalhas de Prata e 10 Medalhas de Bronze. São concedidos, ainda, aos estudantes com bom desempenho (no mínimo 20 em cada modalidade) e que não atingiram a pontuação necessária para ser medalhista, um certificado de honra ao mérito. A cerimônia de premiação é comunicada com antecedência mínima de trinta dias, a cada um dos professores cujos estudantes foram classificados.

Participação na OBQ

Os classificados com Medalha de Ouro e Prata são inscritos na Fase III, da Olimpíada Brasileira de Química. Se algum dos classificados não puder participar da Fase III, serão convocados, respeitando a nota obtida, os medalhistas de Bronze, de acordo com o número de vagas existentes.

Fonte: www.qui.ufmg.br/omq